Arquivos
 31/10/2010 a 06/11/2010
 03/10/2010 a 09/10/2010
 26/09/2010 a 02/10/2010
 15/08/2010 a 21/08/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 06/06/2010 a 12/06/2010
 09/05/2010 a 15/05/2010
 18/04/2010 a 24/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 07/03/2010 a 13/03/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 03/01/2010 a 09/01/2010
 29/11/2009 a 05/12/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 08/11/2009 a 14/11/2009
 18/10/2009 a 24/10/2009
 20/09/2009 a 26/09/2009
 13/09/2009 a 19/09/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009
 26/07/2009 a 01/08/2009
 19/07/2009 a 25/07/2009
 12/07/2009 a 18/07/2009
 05/07/2009 a 11/07/2009
 28/06/2009 a 04/07/2009
 21/06/2009 a 27/06/2009
 07/06/2009 a 13/06/2009
 24/05/2009 a 30/05/2009
 10/05/2009 a 16/05/2009
 26/04/2009 a 02/05/2009
 29/03/2009 a 04/04/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 22/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 25/01/2009 a 31/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 19/10/2008 a 25/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 10/08/2008 a 16/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 18/05/2008 a 24/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006
 26/11/2006 a 02/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 29/10/2006 a 04/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 15/10/2006 a 21/10/2006

Categorias
Todas as mensagens
 Filmes
 Crônicas
 CineNoticias

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog do Veriano
 


Bom Ano

 

 

 

 

            Um lançamento com o nome de “Bom Ano” deixa no público a idéia de que o cinema está desejando este detalhe dos votos de festas aos seus freqüentadores. E é preciso que faça isso. Em 2006 o cinema mais velho da cidade pediu penico.Não foi despejado na latrina por conta da Prefeitura que o transformou em “Espaço Municipal”. Os cinemas Castanheira não tiveram a mesma sorte. Foram devorados. No lugar deles ficou uma parte da Praça de Alimentação do shopping que os abrigava. Os cinemas 1, 2 e 3 também bateram lona. Em socorro veio o grupo Moviecom que os alugou. Sobre os seus números ficou a marca de um monopólio que corre as cidades interioranas do sudeste. E o “Libero Luxardo” ia vestir roupa nova, mas na hora de aprovar a roupa reparou que estava rasgada (haviam quebrado o espelho da lanterna do projetor), Por fim, o mastodonte Nazaré ensaiou um estado de coma. E o filme “A Era do Gelo 2” já havia passado por seu domínio sem lhe deixar numa fria.

            Oportuno, portanto, desejar um “bom ano”. Mas o que houve foi uma improvável comédia romântica do diretor Ridley Scott com o não menos improvável galã de filmes de porrada Russel Crowe. Comparando, Quentin Tarantino dirigindo um filme como “Nativity” e Cary Grant de gladiador no Coliseu de Cecil B. De Mille.

            O roteiro, vindo de um romance escrito por um amigo do diretor, trata de um temido corretor da Bolsa de Valores londrina que herda um vinhedo pras bandas de Marselha e por lá encontra uma garçonete amável, uma prima que desconhecia, e um motivo para compreender que gosta de outras coisas além de ganhar dinheiro.

            No fim de tudo toca aquela musiquinha que recebeu por aqui uma versão jovem guarda sobre um biquíni de bolinhas amarelinho que não cabia na Ana Maria. Touché: o brega também tem o seu encanto.



Categoria: Filmes
Escrito por Pedro Veriano às 16h01
[] [envie esta mensagem
]





O LABIRINTO DO FAUNO

 

 

 

 

 

            A guerra civil espanhola (1936-1939) ecoa na medida em que o nazi-fascismo ainda aparece. Revendo o tempo, Guillermo Del Toro mostra uma garota de 10 anos, Ofélia, fugindo da realidade formada com a vitória de Franco e seus auxiliares nazistas. Ela e a mãe, agora mulher de um capitão franquista, vão ter em uma aldeia onde a resistência ao regime persiste em 1944. A mulher está grávida, o capitão quer o filho, a menina torna-se amiga de um fauno que a vê como a princesa fugida de um reino subterrâneo. Entre as idas e vindas ao reino fantástico e a gradativa violência da superfície o filme caminha com um propósito: dar valor à fantasia. Tanto que Ofélia morre no primeiro plano, deixa correr um flash-back de quase duas horas, e o contraponto da morte é eclipsado pelo embarque anímico ao mundo do fauno onde, como princesa, ela recebe a festa que o espectador quer lhe dar.

            Poucos filmes são tão corajosos num propósito de tratar um velho maniqueísmo. Del Toro sabe que não ficaria bem deixar a sua personagem mais simpática deitada no chão de uma caverna com um filete de sangue saindo da boca. E não muda o cenário imitando Hollywood. Há muitas lições do fauno, uma delas é a fidelidade a um propósito. O do filme é mostrar que o mundo castrador da velha Espanha fugiu de cena. Quem voltou foi a princesa alegre na sua jovialidade. É como se o roteiro brindasse a Espanha de hoje, longe da censura, da hipocrisia (a neutralidade na 2ª.guerra),do cinema de Joselito & Marisol.

            Antes foi Carlos Saura quem disse que faz mal criar corvos. Agora o seu patrício diz que é bom acreditar em faunos. Melhor do que acreditar em ditadores.



Categoria: Filmes
Escrito por Pedro Veriano às 14h34
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]