Arquivos
 31/10/2010 a 06/11/2010
 03/10/2010 a 09/10/2010
 26/09/2010 a 02/10/2010
 15/08/2010 a 21/08/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 06/06/2010 a 12/06/2010
 09/05/2010 a 15/05/2010
 18/04/2010 a 24/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 07/03/2010 a 13/03/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 03/01/2010 a 09/01/2010
 29/11/2009 a 05/12/2009
 15/11/2009 a 21/11/2009
 08/11/2009 a 14/11/2009
 18/10/2009 a 24/10/2009
 20/09/2009 a 26/09/2009
 13/09/2009 a 19/09/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009
 26/07/2009 a 01/08/2009
 19/07/2009 a 25/07/2009
 12/07/2009 a 18/07/2009
 05/07/2009 a 11/07/2009
 28/06/2009 a 04/07/2009
 21/06/2009 a 27/06/2009
 07/06/2009 a 13/06/2009
 24/05/2009 a 30/05/2009
 10/05/2009 a 16/05/2009
 26/04/2009 a 02/05/2009
 29/03/2009 a 04/04/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 22/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 25/01/2009 a 31/01/2009
 04/01/2009 a 10/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 23/11/2008 a 29/11/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 19/10/2008 a 25/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 10/08/2008 a 16/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 29/06/2008 a 05/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 18/05/2008 a 24/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006
 26/11/2006 a 02/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 29/10/2006 a 04/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 15/10/2006 a 21/10/2006

Categorias
Todas as mensagens
 Filmes
 Crônicas
 CineNoticias

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog do Veriano
 


`Medo e Obsessão

 

 

            Dois filmes lançados agora em DVD mostram como o norte-americano pirou com essa história de terrorismo.. Em “Medo e Obsessão”(Land of Plenty), o cineasta alemão Win Wenders (“Asas do Desejo”, “Paris,Texas”) focaliza um ex-mariner de passagem pelo Vietnam,Paul (John Diehi), observando de uma caminhonete equipada com modernos sistemas de imagem e som, árabes suspeitos nas ruas de Los Angeles. Quando a sua sobrinha Lana (Michelle Wiliams), nascida em Ohio, mas criada em Tel-Aviv, chega a seu encontro, a paranóia do espião passa a virar piada. Ele descobre que uma investigação trabalhosa sobre a morte de um mendigo muçulmano, nada mais é do que um dos muitos casos de gente que morre nas ruas pelas mãos de americanos xenófobos. Longe do terreiro de Osama Bin-Laden.

            Wenders diz no bônus do DVD que essa história de “sonho americano” já era. Hoje qualquer moleque dos EUA  se desencantou dessa coisa de terra das grandes oportunidades ou de plena liberdade. O medo é o tom. Melhor, o medo é “cool”.

            O outro filme, ”Esperança e Preconceito”(Sorry,Haters) é ainda pior. Uma executiva com dor de cotovelo (o marido teria trocado ela por uma colega de escritório) pega um táxi dirigido por um muçulmano. Passa a noite correndo ruas de New York. Interessa-se pela vida do motorista, no caso a luta que ele trava para trazer um irmão médico para os EUA e proteger a cunhada e o sobrinho. Quando amanhece o dia a moça revela-se uma tirana. Não só rouba a verba que o rapaz tinha para a passagem do irmão como manda prender a parenta dele e a criança como suspeitos de terrorismo No fim das contas, atira o citado para dentro de um banco com uma bomba e o dinheiro que lhe devia.

            Com esses exemplos a propaganda negativa que o cinema está fazendo da América do Norte leva a um desvio muito sério na sua atração turística. Eu, pelo menos, não pretendo ir por lá nem como fantasma. O que se propaga é que o americano médio pós-11/09/01 desconfia, agora, até do rabo de seu cachorro quando está abanando. Paranóia mais evidente do que a do tempo da guerra fria, quando se exportava a idéia de que podia haver comunista debaixo da cama. Até por aqui (eu conheci um desses malucos).

            Win Wenders é um chato, mas é um intelectual que sabe das coisas. O colega dele  Jeff Stanzler, que fez “Esperança e Preconceito” é puto novo. Foi execrado pelos seus patrícios. Perguntaram que diabos ele viu no arquétipo da maluquinha que justifica o titulo original do filme: “Desculpem, inimigos”.O rapaz parece ter sido vacinado contra a patriotada que os republicanos de Bush entronizaram. Um estranho no ninho.. Enquanto esses críticos existirem, tudo menos mal. O diabo é que eles não vendem suas idéias e mercadorias. O que dá dinheiro em cinema é “O Motoqueiro Fantasma”,um Fausto americano que faz literalmente o diabo em sua motocicleta. Quem sabe numa próxima aventura procurará um vilão paquistanês, libanês, ou o próprio “Ladrão Bagdá”.

           

           



Categoria: Crônicas
Escrito por Pedro Veriano às 14h07
[] [envie esta mensagem
]





Oscar 2007

 

 

OSCAR 2007

 

            Estou mesmo ficando velho. Deu 2 da matina e “preguei” diante da TV assistindo a festa de entrega dos Oscar. Antes eu engolia até o fim a maratona americana, com aqueles apresentadores contando piadas que os seus conterrâneos entendem (ou riem). Lembro de uma dessas sessões que acabou às 3. E lá estava o bestalhão olhando feito coruja. Hoje parodiei Roy Sheyder no filme “All That Jazz” de Bob Fosse: “- Bye bye Oscar, bye bye breguinesse”.

            O que vi não memorizei. Exceto a secção “the end”, mesmo assim fajuta. E a homenagem ao maestro Ennio Morricone.Sem ele não se assoviava em “O Bom, o Mau e o Feio” (ou “3 Homens em Conflito”).Antes de ser o cineasta que hoje é, Clint Eastwood dançava no ritmo desse mestre. Foi quem o recepcionou dando-lhe o prêmio honorário da noite.

            “Os Infiltrados” não é bom. Tem ritmo, é bem dirigido, mas conta o que já se contou e recheia de violência o que escapou de se contar. O diretor Martin Scorsese fez muito melhor em “Alice não Mora mais Aqui” e outros tantos filmes de antes. Também não é para guardar “Babel”, como “A Rainha” não é nada sem Helen Mirren . O que eu não vi deve ser melhor: “Cartas de Iwo Jima”. Enfim, o Oscar continua sendo um produto industrial coerente. Quem pensou que ele premiaria “Cidadão Kane” morreu de otimismo. E não foi por causa de Hearst, o biografado sacanamente pelo mui amigo dele Herman Mankiewicz. Foi porque o filme inovou linguagem, arranhou poesia, advogou que ninguém sabe de ninguém. Isso está além dos estúdios de Hollywood, hoje subsidiários de grandes corporações.

            Com a Internet é besteira deixar de dormir vendo a entrega dos Oscar. Afinal que é que a gente tem a ver com isso? Tietagem? Modismo? Nostalgia?

            Pira paz.



Categoria: Crônicas
Escrito por Pedro Veriano às 15h23
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]